Torneiras para cozinhas modernas: o que levar em consideração no momento da compra?

Cuidar da nossa saúde é fundamental. E o ambiente que mais impacta essa questão da nossa vida é certamente a cozinha.

Ou seja, se cuidamos bem deste lugar da casa, ficamos menos expostos a vírus e bactérias que poderiam ser ingeridos na nossa alimentação. Inclusive, os aparelhos que mais devem nos ajudar na higiene de frutas, verduras, utensílios e outros itens são as torneiras.

Agora, os donos e donas de casa desejam receber, na contemporaneidade, muito mais praticidade. Isso inclui ter torneiras com saídas de água quente, controladores de pressão, dispositivos para direcionamento de jatos e extensões de mangueiras para facilitar a tarefa de lavagem dentro das pias. E o resultado disso acabou se refletindo no design das peças que são vendidas hoje nas lojas – como é possível observar nas imagens deste texto.

Separamos as principais informações de mercado para orientar as suas compras. Confira, a seguir, como escolher uma torneira para a cozinha da sua casa.

Viva Decora

Viva Decora

1. Estética

A primeira coisa que nos chama atenção nas torneiras modernas de cozinha é o formato. Duas coisas justificam as mudanças ocorridas nos últimos anos.

Primeiro a preferência pela instalação desses aparelhos sobre bancada, o que deixa a manutenção da arquitetura e marcenaria mais simplificada e menos arriscada. Segundo, a necessidade de lavar panelas maiores, combinando uma torneira mais alta com cubas mais profundas.

Em muitos casos, os projetistas sugerem a colocação de uma cuba dupla sob a bancada.

Então, o morador pode optar por colocar uma torneira mais longa no centro, atendendo aos dois lados, ou duas torneiras – uma para cada lado da cuba.

Por conta disso tudo, os modelos em desenho mais diagonal foram quase saindo de linha, dando lugar a outros formatos. A tendência atual são as torneiras mais arredondadas, acompanhando o estilo orgânico das decorações de 2022.

Revista Viva Decora/Studio Ro+Ca

Revista Viva Decora/Studio Ro+Ca

Viva Decora

Viva Decora

2. Material

As torneiras modernas também podem ser encontradas em diversos materiais diferentes. Existem aquelas a preços mais em conta, em plástico ABS, imitando metal. As de melhor resistência e durabilidade são feitas de liga de cobre, liga de zinco ou aço inoxidável.

Aquelas de acabamento cromado são a de aparência mais sofisticada e também as que serão mais vistas em projetos de arquitetura de alto padrão.

InterArqui - Ana Paula Lacerda e Vanesa Dias e Nanoprice Marmoraria Online

InterArqui – Ana Paula Lacerda e Vanesa Dias e Nanoprice Marmoraria Online

3. Funcionalidade

As torneiras de cozinha podem ainda serem diferenciadas de acordo com a sua funcionalidade – o que impacta, claro, no seu design ou formato. De todos os tipos, cinco deles são os mais conhecidos.

O modelo convencional, por exemplo, funciona apenas para água fria – ou temperatura normal. Mas outra opção melhor é o modelo ‘misturador‘, com saída para água quente e fria, um registro para cada temperatura.

Um único comando é mais prático, claro. Quem entende isso pode optar pelas torneiras monocomando com regulador que, para cada direção colocada, esquenta ou esfria a água.

Desse modelo existe uma infinidade de alternativas. As torneiras gourmet são sempre mais bonitas, práticas e versáteis, com puxadores e bicas mais bem projetadas, que permitem controlar melhor o direcionamento e intensidade da água.

A grande novidade do mercado nos últimos tempos é a torneira elétrica, ligada à eletricidade, que permite um controle gradual da temperatura.

Ela pode vir, inclusive, com luzes de LEDs para que os usuários vejam melhor a água saindo pela ponteira, aparentemente em cores diferentes, num efeito muito bonito. Por fim, vir com filtro e mecanismo para um jato aerado – gerando economia no consumo de água.

👉 Leia Mais: Torneiras, misturadores e monocomandos: qual a diferença e como escolher?

Viva Decora

Viva Decora

Viva Decora

Viva Decora

4. Manutenção

Agora precisamos comentar alguns fatores que, certamente, devem mudar a escolha por modelos de torneiras para cozinhas. Por exemplo, algumas peças ultra modernas possuem o fechamento interno de seu registro de porcelana blindado, ou seja, se estragar é preciso jogar tudo fora.

Enquanto alguns exemplos mais simples, menos caros, são mais fáceis de sofrerem manutenção e terem a reposição de peças.

Outra coisa que poucos profissionais planejadores de ambientes consideram é a própria higiene destas torneiras.

A maior parte dos novos modelos flexíveis para cozinha possuem sustentação por haste em espiral que dificilmente pode ser cem por cento limpa. E isso pode comprometer a própria higiene do ambiente, bem como dos alimentos e utensílios lavados na pia. Reflita sobre isto.

Por fim, anote aí: não esqueça de sempre comprar uma torneira para cozinha em tamanho proporcional às medidas da cuba.

Érica Salguero

Érica Salguero

Viva Decora

Viva Decora

Qual torneira você vai colocar em sua casa? Escolha aqui a sua!

Essas dicas de decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.